Categoria: Guerra na Ucrânia

Syreś Boläeń, Primeiro Decano do povo Erzia:  “O Ocidente, em vez de apostar em ‘democratas’ russos, tem que se empenhar na desintegração da Rússia e na criação de Estados independentes pelos povos autóctones que habitam os seus terrenos”.

Syreś Boläeń, Primeiro Decano do povo Erzia:  “O Ocidente, em vez de apostar em ‘democratas’ russos, tem que se empenhar na desintegração da Rússia e na criação de Estados independentes pelos povos autóctones que habitam os seus terrenos”.

O escritor e homem público erzia Syreś Boläeń faz parte daqueles que pegaram em armas para defender a Ucrânia da agressão russa.  O seu exemplo demonstra que os representantes dos povos autóctones, não russos, da Federação da Rússia estão longe de apoiarem, na íntegra, o assim chamado “Mundo Russo”.  Numa entrevista concedida à Rádio Polaca, Syreś Boläeń descreveu a situação em que se encontram os povos não russos da Federação Russa que, de facto, não são senão reféns da política do Kremlin.

Ler mais

Padrões russos: os alunos da parte ocupada da região de Zaporijjia continuarão a estudar a língua ucraniana, mas será da mesma forma que são estudadas as línguas nas repúblicas nacionais da Federação Russa

Padrões russos: os alunos da parte ocupada da região de Zaporijjia continuarão a estudar a língua ucraniana, mas será da mesma forma que são estudadas as línguas nas repúblicas nacionais da Federação Russa

Nos distritos da região de Zaporijjia ocupados pelas forças armadas russas, os alunos das escolas poderão estudar a língua ucraniana seguindo o exemplo das repúblicas nacionais da Federação Russa, disse o ministro da Educação do Império, Serguei Kravtsov. Segundo ele, as escolas de Zaporijjia reabrirão em 1º de setembro e funcionarão de acordo com os padrões russos. Esses padrões são bem conhecidos pelos representantes dos povos indígenas da Federação Russa: nas repúblicas nacionais da Rússia, o estudo das línguas nacionais tornou-se voluntário e opcional desde 2018.

Ler mais

“A guerra está ficando mais cara”: os russos são solicitados ou forçados a pagar diretamente pela agressão do Kremlin na Ucrânia

“A guerra está ficando mais cara”: os russos são solicitados ou forçados a pagar diretamente pela agressão do Kremlin na Ucrânia

É claro que a guerra já está acontecendo com fundos do orçamento da Federação Russa, ou seja, dinheiro espremido de todos os cidadãos russos de uma forma ou de outra. Todos os dias, o orçamento anual de uma das regiões da Federação Russa – mais de 20 bilhões de rublos – é gasto em guerra. Mas está se tornando cada vez mais evidente que esse dinheiro não é suficiente. Portanto, é necessário, às vezes por persuasão, às vezes por coerção, induzir os russos a pagar mais por essa guerra.

Ler mais

“Os russos não são assim, a culpa é de todos esses… buryates, e outros chuvashes – eles são selvagens!”

“Os russos não são assim, a culpa é de todos esses… buryates, e outros chuvashes – eles são selvagens!”

Todos os dias, recebemos informações da nossa gente, tanto na Federação da Rússia quanto na diáspora. Além disso, os europeus que simpatizam aberta ou secretamente com as ideias do colapso da Federação da Rússia nos escrevem. Aqui está uma mensagem de um alemão, gerente intermediário de uma empresa na Renânia do Norte-Vestfália (Alemanha), com quem estamos em contato desde 2020 (publicamos a passagem mais interessante, tradução nossa):

Ler mais